Em tempos de isolamento social, projeto leva poesia virtual a idosos de BH e Região Metropolitana

Quase 40 voluntários, entre comunicadores e artistas, já gravaram vídeos para a iniciativa. Ator Carlos Nunes é um dos voluntários do Projeto Poemia Reprodução / TV Globo Palavras para acolher e emocionar. O Projeto Poemia reuniu artistas e comunicadores mineiros para levar um pouco de arte aos idosos que tanto precisam de carinho. Em tempos em que os abraços não são recomendados, o calor das poesias, textos e músicas aquece os corações de quem não pode receber visitas em asilos de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Quase 40 voluntários já gravaram vídeos para a iniciativa. “É extremamente emocionante, porque é, justamente, aquela possibilidade de a gente tá ali junto deles. E quando a gente vê os olhinhos olhando pra televisão, quando os coordenadores passam o vídeo, é gratificante”, ressaltou Tio Flávio, professor e organizador do Projeto Poemia. Aline de Souza é gestora no Projeto Esperança, que é uma casa de idosos, há sete anos. Conta que, pela primeira vez, eles ficaram mais de 60 dias sem visitas. “As nossas idosas sentem muita falta dos seus familiares, dos grupos de amigos, colaboradores que vinham semanalmente e mensalmente. Nós estamos em isolamento”, comentou Aline. Ela registrou a reação dos idosos quando viram as mensagens gravadas para o projeto, que está entrando na segunda semana. A ideia é que toda terça e quinta, eles recebam a visita virtual. “Isso vai nos dar um fôlego pra gente continuar essa caminhada de isolamento”, ressaltou Aline. Este é um projeto que se baseia na arte e na tecnologia. Porque antes o grupo de voluntárias trabalhava presencialmente em 18 asilos, mas com a rede alcançada por um celular, esse número pode ser muito maior. Idosos recebem "carinho virtual" durante período de isolamento social, na capital e na Grande BH Reprodução / TV Globo

Em tempos de isolamento social, projeto leva poesia virtual a idosos de BH e Região Metropolitana

Quase 40 voluntários, entre comunicadores e artistas, já gravaram vídeos para a iniciativa. Ator Carlos Nunes é um dos voluntários do Projeto Poemia Reprodução / TV Globo Palavras para acolher e emocionar. O Projeto Poemia reuniu artistas e comunicadores mineiros para levar um pouco de arte aos idosos que tanto precisam de carinho. Em tempos em que os abraços não são recomendados, o calor das poesias, textos e músicas aquece os corações de quem não pode receber visitas em asilos de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Quase 40 voluntários já gravaram vídeos para a iniciativa. “É extremamente emocionante, porque é, justamente, aquela possibilidade de a gente tá ali junto deles. E quando a gente vê os olhinhos olhando pra televisão, quando os coordenadores passam o vídeo, é gratificante”, ressaltou Tio Flávio, professor e organizador do Projeto Poemia. Aline de Souza é gestora no Projeto Esperança, que é uma casa de idosos, há sete anos. Conta que, pela primeira vez, eles ficaram mais de 60 dias sem visitas. “As nossas idosas sentem muita falta dos seus familiares, dos grupos de amigos, colaboradores que vinham semanalmente e mensalmente. Nós estamos em isolamento”, comentou Aline. Ela registrou a reação dos idosos quando viram as mensagens gravadas para o projeto, que está entrando na segunda semana. A ideia é que toda terça e quinta, eles recebam a visita virtual. “Isso vai nos dar um fôlego pra gente continuar essa caminhada de isolamento”, ressaltou Aline. Este é um projeto que se baseia na arte e na tecnologia. Porque antes o grupo de voluntárias trabalhava presencialmente em 18 asilos, mas com a rede alcançada por um celular, esse número pode ser muito maior. Idosos recebem "carinho virtual" durante período de isolamento social, na capital e na Grande BH Reprodução / TV Globo