Prefeitura de Ilhéus desiste de avançar em nova fase do plano de abertura gradual do comércio

Plano de reabertura começou em junho e ocorreria por fases, esta seria a terceira fase, chamada de amarela. Ônibus voltaram a circular na cidade, com 50% da frota. Ilhéus: Prefeitura decide não avançar para próxima fase do plano de reabertura do comércio A prefeitura de Ilhéus informou que não vai avançar para a próxima fase do plano de abertura gradual do comércio da cidade do sul da Bahia. Esta seria a terceira fase do plano de retorno, que possui quatro etapas. A pandemia também causou impacto no transporte da cidade que foi interrompido, mas segundo a prefeitura, 50% da frota do transporte público volta a circular na cidade nesta quarta-feira (1º). As atividades comerciais em Ilhéus foram interrompidas em março por causa da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, a reabertura do comércio ocorreu no início de junho. Na ocasião, o movimento foi intenso e o Ministério Público Estadual entrou com ação pedindo a suspensão do decreto que permitiu comércio voltar a funcionar. A Justiça em Ilhéus decidiu acatar, parcialmente, o pedido do órgão estadual. Permitiu que a prefeitura mantivesse o funcionamento dos estabelecimentos que foram abertos no início de junho, nas fases um e dois da reabertura do comércio da cidade. Entretanto, determinou a suspensão do avanço das próximas fases do plano de flexibilização das atividades comerciais, que iriam ocorrer nas quatro etapas. Com a mudança, os estabelecimentos das fases um e dois seguem abertos, mas as seguintes etapas foram suspensas. Ilhéus possui mais de 1,4 mil casos de coronavírus, de acordo com a prefeitura. O número de óbitos passa de 40 no município, conforme o último boletim da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) na noite de terça. A cidade também passa por uma lotação nas suas UTIs voltadas para tratamento da Covid-19. Conforme dados do boletim municipal da última segunda-feira (29), as unidades de terapia intensiva estavam com 91% de ocupação. Transporte Proteção instalada nos ônibus de Ilhéus, no sul da Bahia Divulgação/Prefeitura de Ilhéus A frota do transporte público retornou em Ilhéus, após acordo com um decreto publicado no Diário Oficial do Município na noite da terça-feira (30). De acordo com a prefeitura, será obrigatório o uso de máscaras de proteção, tanto pelos passageiros, quanto por motoristas e cobradores. Está autorizado um máximo de 12 pessoas em pé em cada coletivo para evitar aglomerados. A prefeitura informou ainda que as empresas concessionárias do transporte público coletivo no município deverão instalar cortinas de plástico resistentes para a proteção de motoristas e cobradores, para que seja evitado o contato direto com o usuário do transporte. Os veículos também deverão ser higienizados a cada parada no terminal, onde deverá ser disponibilizado água corrente, sabonete líquido, papel toalha e álcool em gel para higienização das mãos. Entre outras recomendações da prefeitura, os ônibus devem circular com as janelas e alçapões do teto aberto para facilitar a circulação de ar. Os ônibus com janelas e alçapões fixos, que não possibilitam a abertura, estão proibidos de circular. O transporte de mercadorias e objetos grandes, ou em quantidade está proibido, devendo os ônibus serem utilizados apenas para o transporte de pessoas. Enquanto durar a suspensão das aulas, estão suspensos os passes estudantis em razão da suspensão das atividades acadêmicas, para evitar aglomeração dentro dos veículos. A gratuidade dos idosos e deficientes em horários de pico entre 6h e 9h e das 17h às 20h, também ficou suspensa. Durante todo o dia, permanecerão disponíveis as linhas destinadas aos locais de saúde, como clínicas e hospitais. Já as tabelas da zona rural funcionarão com dias alternados e estará suspensa nos domingos e feriados. O decreto informa ainda que a fiscalização das concessionárias será realizada pela Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram) do município, quem poderá emitir ordem de serviço para aumento ou diminuição do percentual de funcionamento da frota do transporte público. Confira mais informações do estado no G1 Bahia. Aglomeração pelas ruas do comércio de Ilhéus após autorização da prefeitura para reabertura Reprodução / TV Santa Cruz

Prefeitura de Ilhéus desiste de avançar em nova fase do plano de abertura gradual do comércio

Plano de reabertura começou em junho e ocorreria por fases, esta seria a terceira fase, chamada de amarela. Ônibus voltaram a circular na cidade, com 50% da frota. Ilhéus: Prefeitura decide não avançar para próxima fase do plano de reabertura do comércio A prefeitura de Ilhéus informou que não vai avançar para a próxima fase do plano de abertura gradual do comércio da cidade do sul da Bahia. Esta seria a terceira fase do plano de retorno, que possui quatro etapas. A pandemia também causou impacto no transporte da cidade que foi interrompido, mas segundo a prefeitura, 50% da frota do transporte público volta a circular na cidade nesta quarta-feira (1º). As atividades comerciais em Ilhéus foram interrompidas em março por causa da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, a reabertura do comércio ocorreu no início de junho. Na ocasião, o movimento foi intenso e o Ministério Público Estadual entrou com ação pedindo a suspensão do decreto que permitiu comércio voltar a funcionar. A Justiça em Ilhéus decidiu acatar, parcialmente, o pedido do órgão estadual. Permitiu que a prefeitura mantivesse o funcionamento dos estabelecimentos que foram abertos no início de junho, nas fases um e dois da reabertura do comércio da cidade. Entretanto, determinou a suspensão do avanço das próximas fases do plano de flexibilização das atividades comerciais, que iriam ocorrer nas quatro etapas. Com a mudança, os estabelecimentos das fases um e dois seguem abertos, mas as seguintes etapas foram suspensas. Ilhéus possui mais de 1,4 mil casos de coronavírus, de acordo com a prefeitura. O número de óbitos passa de 40 no município, conforme o último boletim da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) na noite de terça. A cidade também passa por uma lotação nas suas UTIs voltadas para tratamento da Covid-19. Conforme dados do boletim municipal da última segunda-feira (29), as unidades de terapia intensiva estavam com 91% de ocupação. Transporte Proteção instalada nos ônibus de Ilhéus, no sul da Bahia Divulgação/Prefeitura de Ilhéus A frota do transporte público retornou em Ilhéus, após acordo com um decreto publicado no Diário Oficial do Município na noite da terça-feira (30). De acordo com a prefeitura, será obrigatório o uso de máscaras de proteção, tanto pelos passageiros, quanto por motoristas e cobradores. Está autorizado um máximo de 12 pessoas em pé em cada coletivo para evitar aglomerados. A prefeitura informou ainda que as empresas concessionárias do transporte público coletivo no município deverão instalar cortinas de plástico resistentes para a proteção de motoristas e cobradores, para que seja evitado o contato direto com o usuário do transporte. Os veículos também deverão ser higienizados a cada parada no terminal, onde deverá ser disponibilizado água corrente, sabonete líquido, papel toalha e álcool em gel para higienização das mãos. Entre outras recomendações da prefeitura, os ônibus devem circular com as janelas e alçapões do teto aberto para facilitar a circulação de ar. Os ônibus com janelas e alçapões fixos, que não possibilitam a abertura, estão proibidos de circular. O transporte de mercadorias e objetos grandes, ou em quantidade está proibido, devendo os ônibus serem utilizados apenas para o transporte de pessoas. Enquanto durar a suspensão das aulas, estão suspensos os passes estudantis em razão da suspensão das atividades acadêmicas, para evitar aglomeração dentro dos veículos. A gratuidade dos idosos e deficientes em horários de pico entre 6h e 9h e das 17h às 20h, também ficou suspensa. Durante todo o dia, permanecerão disponíveis as linhas destinadas aos locais de saúde, como clínicas e hospitais. Já as tabelas da zona rural funcionarão com dias alternados e estará suspensa nos domingos e feriados. O decreto informa ainda que a fiscalização das concessionárias será realizada pela Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram) do município, quem poderá emitir ordem de serviço para aumento ou diminuição do percentual de funcionamento da frota do transporte público. Confira mais informações do estado no G1 Bahia. Aglomeração pelas ruas do comércio de Ilhéus após autorização da prefeitura para reabertura Reprodução / TV Santa Cruz