Veja os bairros de Salvador que passam por medidas restritivas como forma de combate à Covid-19

Ações foram iniciadas em maio, com comércio fechado e restrições de circulação. Medidas valem por sete dias e podem ser prorrogadas. Bairro do Lobato que passa por medidas de combate ao coronavírus Adriana Oliveira/TV Bahia Alguns bairros de Salvador estão passando por ações restritivas de combate ao coronavírus. Nesta terça-feira (26), as medidas são válidas em Massaranduba, Uruguai, Plataforma, Lobato, Liberdade, Bonfim, Brotas e Cosme de Farias. Por sete dias, com possibilidade de prorrogação, ficam suspensas, parcialmente, as atividades do comércio nos bairros selecionados pela prefeitura. Ambulantes não podem atuar, mas serviços essenciais são mantidos, como por exemplo, supermercados, farmácias, agências bancárias e casas lotéricas. Além do fechamento do comércio, são realizadas nesses bairros ações que envolvem distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante. Os últimos bairros a entrarem na medida foram Massaranduba e Uruguai, que tiveram as medidas implementadas na segunda-feira (25). No primeiro dia das ações, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 44 casos de Covid-19 nos dois bairros. Salvador é a cidade com maior número de casos na Bahia. Até a manhã desta terça-feira, o número de pessoas infectadas pelo coronavírus na capital baiana passava de 8,8 mil, com mais de 300 mortes. Essas ações foram iniciadas na Boca do Rio, Plataforma e Avenida Joana Angélica, em 11 de maio. Sete dias depois, apenas Plataforma teve a medida prorrogada por tempo indeterminado. No dia 13 de maio, também foram iniciadas ações na Pituba, e sete dias depois as ações foram suspensas no bairro. A prefeitura explica quando os índices de casos de coronavírus diminuem, os bairros voltam às atividades, mas com cuidados que são válidos para toda a cidade, como: Disponibilizar kits de higienização a base de álcool em gel em locais visíveis ao longo de estabelecimentos comerciais; Comerciantes devem exigir que clientes e usuários higienizem as mãos com álcool; Disponibilizar kits de higiene completos nos banheiros (álcool, sabonete líquido, e toalhas de papel); Reforçar higienização do ambiente: banheiros devem ser higienizados constantemente, meios de pagamento devem ser higienizados a cada uso, superfícies de toque devem ser higienizadas a cada 2 horas e demais áreas na abertura e fechamento; Fica proibida a testagem e prova de produtos nos estabelecimentos; Fica proibido o serviço de manobrista em qualquer tipo de estabelecimento. Veja sobre restrições nos bairros Massaranduba e Uruguai - Início: 25/05 com previsão de término em 1º de junho Plataforma - Início: 11/05, prorrogada no dia 18/05 e sem previsão de término Liberdade, Bonfim e Lobato - início 20/05, com previsão de término em 27/05 Brotas e Cosme de Farias - Início 22/05, com previsão de término em 29/05 Via bloqueada para passagem de veículos quando ocorreram medidas restritivas no bairro da Boca do Rio, em Salvador Andréa Silva/TV Bahia Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

Veja os bairros de Salvador que passam por medidas restritivas como forma de combate à Covid-19

Ações foram iniciadas em maio, com comércio fechado e restrições de circulação. Medidas valem por sete dias e podem ser prorrogadas. Bairro do Lobato que passa por medidas de combate ao coronavírus Adriana Oliveira/TV Bahia Alguns bairros de Salvador estão passando por ações restritivas de combate ao coronavírus. Nesta terça-feira (26), as medidas são válidas em Massaranduba, Uruguai, Plataforma, Lobato, Liberdade, Bonfim, Brotas e Cosme de Farias. Por sete dias, com possibilidade de prorrogação, ficam suspensas, parcialmente, as atividades do comércio nos bairros selecionados pela prefeitura. Ambulantes não podem atuar, mas serviços essenciais são mantidos, como por exemplo, supermercados, farmácias, agências bancárias e casas lotéricas. Além do fechamento do comércio, são realizadas nesses bairros ações que envolvem distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante. Os últimos bairros a entrarem na medida foram Massaranduba e Uruguai, que tiveram as medidas implementadas na segunda-feira (25). No primeiro dia das ações, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 44 casos de Covid-19 nos dois bairros. Salvador é a cidade com maior número de casos na Bahia. Até a manhã desta terça-feira, o número de pessoas infectadas pelo coronavírus na capital baiana passava de 8,8 mil, com mais de 300 mortes. Essas ações foram iniciadas na Boca do Rio, Plataforma e Avenida Joana Angélica, em 11 de maio. Sete dias depois, apenas Plataforma teve a medida prorrogada por tempo indeterminado. No dia 13 de maio, também foram iniciadas ações na Pituba, e sete dias depois as ações foram suspensas no bairro. A prefeitura explica quando os índices de casos de coronavírus diminuem, os bairros voltam às atividades, mas com cuidados que são válidos para toda a cidade, como: Disponibilizar kits de higienização a base de álcool em gel em locais visíveis ao longo de estabelecimentos comerciais; Comerciantes devem exigir que clientes e usuários higienizem as mãos com álcool; Disponibilizar kits de higiene completos nos banheiros (álcool, sabonete líquido, e toalhas de papel); Reforçar higienização do ambiente: banheiros devem ser higienizados constantemente, meios de pagamento devem ser higienizados a cada uso, superfícies de toque devem ser higienizadas a cada 2 horas e demais áreas na abertura e fechamento; Fica proibida a testagem e prova de produtos nos estabelecimentos; Fica proibido o serviço de manobrista em qualquer tipo de estabelecimento. Veja sobre restrições nos bairros Massaranduba e Uruguai - Início: 25/05 com previsão de término em 1º de junho Plataforma - Início: 11/05, prorrogada no dia 18/05 e sem previsão de término Liberdade, Bonfim e Lobato - início 20/05, com previsão de término em 27/05 Brotas e Cosme de Farias - Início 22/05, com previsão de término em 29/05 Via bloqueada para passagem de veículos quando ocorreram medidas restritivas no bairro da Boca do Rio, em Salvador Andréa Silva/TV Bahia Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.